Menu
Loading
http://luizmeira.com.br/site/modules/mod_image_show_gk4/cache/meira-perfil-01gk-is-484.jpglink

Biografia

Nascido em Florianópolis no ano de 1965, o cantor, guitarrista e produtor musical Luiz Meira, é um apaixonado pela música brasileira. E não podia ser diferente, pois desde muito cedo – aos 13 anos, mais precisamente – iniciou a carreira, conquistando prêmios de melhor instrumentista em diversos festivais de música que explodiram nos anos 80 em Santa Catarina.

O Samba e a Bossa Nova o acompanham desde a infância. Conta que na adolescência, guardava o dinheiro do lanche para comprar discos de Elis Regina, Simone, Chico Buarque, Ivan Lins e Milton Nascimento, entre outros célebres artistas nacionais.

Em 1979 subiu ao palco pela primeira vez e desde então, nunca mais esqueceu a sensação de apresentar-se publicamente. Após confirmar sua paixão pela música, a vontade de se profissionalizar o levou à Europa em 1986, onde liderou o “Trio Massa Brasileira”, tocando em países como Espanha e Portugal em parceria com outros músicos brasileiros.

Ao retornar para o Brasil mudou-se para o Rio de Janeiro, onde as grandes parcerias iriam aflorar. Um convite do maestro Paulo Moura, em 1990, foi o incentivo que faltava na carreira. A partir daí, atuou ao lado de diversos artistas de renome, entre eles Sá e Guarabyra, Beto Guedes, Elza Soares, Sandra de Sá, Fátima Guedes, Luiz Melodia e Leny Andrade.

Desde 97, toca com a cantora Gal Costa e nos últimos 4 anos participou de diversas turnês internacionais com o show “Gal Voz e Violão”. Trabalhou também com uma infinidade de grandes músicos brasileiros como Arthur Maia, Marcio Montarroyos, Marcos Suzano, Claudinho Infante, Paulo Calazans, Marcelo Martins, Jessé Sadoc, Armandinho, Mú Carvalho e Sizão Machado, entre outros.

Também fazem parte desta história alguns dos maiores maestros e arranjadores do país como Jota Moraes, Leandro Braga, Amilson Godói, Paulo Dorfmann , Eduardo Souto Neto e Paulo Moura. À todos eles devo muito do que aprendi –ressalta Meira. Em 2001 gravou o CD “Intuição”, primeiro trabalho solo, lançado em algumas capitais brasileiras, além de Espanha, Portugal, França, Alemanha e Itália. O trabalho como músico e arranjador continuou em turnês por vários países da Europa, além dos EUA e América Latina, acompanhando outros artistas.

O ano de 2003 marca em sua carreira a elogiada produção do CD “A Bossa Sempre Nova de Luiz Henrique Rosa”. Este trabalho, que contou com a participação de Elza Soares, Sandra de Sá, Luiz Melodia ,Toni Garrido, Martinho da Vila e Ivan Lins, é um valioso resgate da obra deste importante compositor catarinense radicado nos Estados Unidos que morreu em 1984 e que teve suas musicas gravadas por artistas como Astrud Gilberto, Liza Minelli e Sammy Davis Jr.

Nos últimos dez anos produziu e arranjou diversos CDs de artistas independentes de várias partes do país, entre eles o CD “Quem Canta” do carioca Marcus Lima - compositor da nova geração da MPB - que foi indicado em três categorias no Prêmio TIM de Musica Brasileira de 2005, entre elas a de melhor disco.

Desde 2006 é diretor artístico do Festival da Música e da Integração Catarinense - FEMIC, evento por ele idealizado e considerado um dos mais importantes projetos culturais realizados no sul do Brasil.

2009 marca a chegada, ao mercado musical brasileiro, do CD “Te Chamo Felicidade”, segundo trabalho solo de Luiz Meira. Ao todo, 11 faixas compõem o disco, com destaque para as músicas “Pra ficar no ponto” e “Desasado”, esta última com a participação do cantor e compositor Zeca Baleiro . O material foi gravado e mixado entre novembro de 2008 e junho deste ano nas cidades do Rio de Janeiro, Florianópolis e São Paulo. “Procurei gravar um disco no qual canto e toco o que realmente me emociona”, ressalta, confirmando o suingue, os solos de guitarra e as levadas de violão com sotaque bem brasileiro que caracterizam a vitoriosa trajetória deste grande artista.

O lançamento do seu novo álbum ("Te Chamo Felicidade"), que aconteceu entre 2009, no Brasil e em alguns países da Europa até 2010. 2011 foi o ano dos Bailes do Meira, chamados carinhosamente de “Coisarada” pelos conhecedores da cultura da Ilha da Magia. Em 2012 chegou o DVD “Luiz Meira ao vivo em Floripa”, uma homenagem do artista a sua terra.

voltar ao topo

Newsletter

Quer receber notícias por email?